O que começa em sistemas deve acabar em sistemas. Riscos associados à proteção de dados resultam, em última instância, da configuração inadequada de sistemas. Os controles associados à LGPD serão igualmente implementados por sistemas – configurados e controlados pelo DPO. Não há com gerir o uso e o fluxo de dados manualmente. Do ponto de vista de compliance, sistemas de governança de dados são essenciais também para demonstrar a responsabilidade de controladores e operadores.

Venha discutir conosco, tirar suas dúvidas, de como plataformas de tecnologia, baseadas em processos eficientes e conhecimento jurídico adequado, conferem muito mais segurança, controle e facilidade ao processo de adequação, atendendo, paralelamente, aos requisitos de transparência exigidos pela lei e pelos órgãos reguladores.